Paróquia Universitária em tempos de isolamento

Reinvenção, transformação e novas conexões. Assim as jovens acadêmicas Elizabeth Miotto e Lorena Cecconello Guimarães, caracterizam a missão da Paróquia Universitária Jesus Mestre, em tempos de pandemia e isolamento social. A comunidade, na Arquidiocese de Curitiba, tem sua Igreja dentro da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), mas ultrapassa os limites físicos do campus e agora atinge também o mundo online.

O pároco, padre Luciano José Toller, scj, explica que, com a pandemia, a paróquia procurou manter a programação habitual, mas pelo meio digital. Segundo ele, as lives que estão sendo realizadas via Instagram, proporcionam interação e ajudam a manter a comunidade unida.“Como Paróquia, temos procurado conduzir de uma maneira alegre e personalizada. A gente percebe que quando existe identificação, quando as pessoas se sentem valorizadas e lembradas, elas ficam conosco”, explica. Além das Missas, são transmitidas a oração do Ângelus, ao meio-dia, e a recitação do Terço, às 18h, ambas com a participação de convidados especiais. Nas últimas semanas, por exemplo, já passaram pelas lives da Jesus Mestre nomes como Pe. Zezinho e Pe. Joãozinho.

Uma Paróquia Universitária tem suas particularidades. Além de atender o público acadêmico, a presença de jovens é constante. Por isso, o Instagram vem sendo o principal meio de comunicação entre a paróquia e os jovens paroquianos. Padre Luciano explica que a comunidade já utilizava a rede social antes, mas não com a mesma intensidade.

“Com a pandemia, percebemos que os jovens que já nos acompanhavam permaneceram e chamaram mais pessoas. Foi interessante perceber pessoas mais velhas que nem sabiam o que era rede social criando seus perfis para poderem acompanhar a programação da paróquia”, conta.

Comunidade diferenciada

Atingir públicos diferenciados já era uma preocupação antes do isolamento. Por estar dentro de uma Universidade, o paroquiano possui um perfil muito diverso, passando por acadêmicos e até pessoas de fora da comunidade católica, que têm na Paróquia um suporte espiritual.

“Temos uma comunidade paroquial de leigos e agentes de pastoral como todas as paróquias, mas também temos a comunidade acadêmica. Isso atinge estudantes, professores, colaboradores, mestres, doutores de diversas áreas do conhecimento, então temos este tipo de público que exige um pouco mais de nós, como buscadores e multiplicadores de conhecimento”, explica o pároco, que chama carinhosamente a comunidade de família Jesus Mestre.

Com a pandemia, a preocupação de chegar a todos estes públicos aumentou. Elizabeth e Lorena contam que a aproximação do jovem com a Igreja vem sendo possível por meio da recém criada Pastoral da Comunicação (PASCOM) paroquial.

“Nós, como Pastoral, nascemos duas semanas antes de tudo isso acontecer e éramos em 3, hoje já somos em 9 pela demanda que foi surgindo. Temos a graça de ter conosco dois padres ativos e criativos. Nosso pároco, o Padre Luciano Toller, scj, e nosso vigário, Padre Régis Machado, scj, não têm medido esforços para estarem presentes na comunidade através das redes sociais. Temos feito diversas lives, gerado muito conteúdo, tentado ao máximo estar presente nos momentos do dia do nosso paroquiano”, afirmaram as jovens.

Ações de aproximação

A presença da família Jesus Mestre na rotina do jovem paroquiano começa logo cedo, com a Santa Missa, que antes da pandemia era celebrada presencialmente na Igreja da Universidade. Além do Angelus e do Terço com convidados, a Paróquia preparou uma programação específica para cada dia. “Um grupo de paroquianas assumiu o projeto ‘Instante com Maria’ que traz aspectos e virtudes da vida de Nossa Senhora. Semanalmente temos o ‘Em Foco’ e o ‘Conexão Igreja Solidária’, sempre trazendo algum convidado de alguma área do conhecimento. Já entrevistamos profissionais da área da medicina veterinária, educação física, psicologia e comunicação social. O Conexão Igreja Solidária traz também um convidado da parte social da Igreja para nos contar quais ações têm realizado neste tempo de pandemia”, contam as duas universitárias – Elizabeth é estudante de Medicina; e Lorena, de Relações Públicas.

Além disso, a Paróquia Universitária tem realizado ações de aproximação com a comunidade por meio do Movimento Mães que Oram pelos Filhos, Lucernários e até acampamento virtual, que atingiu quase 3.500 visualizações. Todas estas ações fizeram com que o perfil no Instagram atingisse um crescimento de 228% no número de seguidores.

Paróquia Universitária Jesus Mestre

A Paróquia Universitária Jesus Mestre fica dentro do campus da PUCPR, em Curitiba

Jovem na Igreja Universitária

Jovem falando com jovem. Desta forma, a Paróquia Universitária Jesus Mestre encontrou a melhor linguagem para se comunicar durante a pandemia. Para Elizabeth e Lorena, ter a presença significativa da Igreja na rotina universitária e ver testemunhos de fé de pessoas que aguardam ansiosas pelas transmissões das lives é o que as impulsiona todos os dias a serem melhores profissionais, cristãs católicas e como PASCOM para conseguir alcançar o maior número de corações através da comunicação e da palavra. “Poder servir à Cristo como Pastoral da Comunicação nesse lugar que forma nossas raízes nos traz força e vitalidade para que estejamos à serviço do outro com a missão de anunciar o Evangelho de Jesus aos outros jovens da nossa Universidade e da comunidade a que servimos”, finalizam.

Por Pedro Colatusso, da Redação do Jovens Conectados.

Fonte: Portal Jovens Conectados

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários