Parceria com a Empresa Parresia é fechada para construção do site da Comissão de Bens Culturais da CNBB

No dia 12 de abril, uma importante parceria foi fechada entre a Comissão Episcopal Pastoral para os Bens Culturais da Igreja e a Empresa de Comunicação Católica Parresia para construção do site da Comissão. A reunião aconteceu entre o Pe. Danilo Pinto, assessor nacional da Comissão de Bens Culturais, e Ricardo Gomes, Diretor Executivo da Parresia, e Daniela Gomes, Gerente de Tecnologia.

Na reunião, foram apresentadas as necessidades da Comissão de Bens Culturais para  a construção do seu site. Além disso, foram discutidos os meios pelos quais a comunicação pode ajudar a comissão a cumprir os seus objetivos.  A Comissão tem como objetivo geral promover o conhecimento, a conservação, a valorização cultural e pastoral dos bens culturais materiais e imateriais da Igreja. Dentre as suas principais estratégias destacam-se:

  • Produzir, traduzir e divulgar textos e documentos sobre o tema dos bens culturais da Igreja;
  • Orientar, em parceria com a Comissão de Comunicação, a utilização dos bens culturais da Igreja em mídias de massa, TV e Cinema;
  • Sensibilizar o episcopado brasileiro sobre a importância do cuidado com os bens culturais da Igreja, na formação dos futuros diáconos e presbíteros, como elemento integrante do exercício ministerial;
  • Estimular a organização e realização de formações acadêmicas (congressos, seminários, simpósios e cursos) que contemplem os campos teórico e prático do horizonte patrimonial;
  • Sensibilizar as pessoas, especialmente as novas gerações, para o valor dos bens culturais da Igreja;
  • Estimular e acompanhar a criação das Comissões Diocesanas e Regionais para os Bens Culturais da Igreja;
  • Mapear, inventariar e catalogar os Bens Culturais da Igreja no Brasil com o apoio das iniciativas governamentais (IPHAN) e Instituições de Ensino Superior.
  • Incentivar e favorecer as iniciativas de pesquisa no campo dos bens culturais da Igreja no Brasil;
  • Cooperar com as iniciativas governamentais de proteção ao patrimônio cultural eclesiástico.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários