Reflexão sobre a realidade do trabalho com migrantes e refugiados

Na manhã dessa quinta-feira, 14 de fevereiro, a ANEC se reuniu juntamente com o Setor Universidades da CNBB, o Instituto de Migração dos Direitos Humanos (IMDH), o Serviço Jesuíta para Imigrantes e Refugiados (SJMR), a União Marista do Brasil (UMBRASIL), a Cáritas Brasileira (organismo pertencente à CNBB) e a Associação Nacional de Universidades Particulares (ANUP), para refletir sobre a realidade do trabalho com migrantes e refugiados em nosso país, bem como as condições e respeito à essa realidade. Esse é mais um dos encontros que aconteceram em 2018, dando continuidade esse ano de 2019.

Um dos pilares desse momento foi traçar o planejamento para as ações que a educação católica pode desenvolver em prol dos refugiados e migrantes.

O projeto “Redes em Rede” também foi um dos assuntos abordados que vêm de encontro ao tema da reunião uma vez que é realizada a união das diversas dimensões macro em prol do objetivo que todos possuem como representantes da educação católica, incluindo assim, o atendimento dos refugiados e migrantes em nossas cidades.

Diversas oportunidades se abriram nesse encontro, que terá continuidade por meio dos grupos de trabalhos que se aprofundarão dessa temática para posterior apresentação à Diretoria da ANEC.

Pensar nos refugiados e migrantes como cidadãos que merecem respeito e solidariedade são os objetivos de todos os organismos presentes nesse projeto, porque só assim será possível colocar as ações planejadas em prática para que, há um curto espaço de tempo, possamos enxergar o reflexo positivo das boas práticas católicas.

Fonte: Site ANEC

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *