Parceria com a Empresa Parresia é fechada para construção do site da Comissão de Bens Culturais da CNBB

No dia 12 de abril, uma importante parceria foi fechada entre a Comissão Episcopal Pastoral para os Bens Culturais da Igreja e a Empresa de Comunicação Católica Parresia para construção do site da Comissão. A reunião aconteceu entre o Pe. Danilo Pinto, assessor nacional da Comissão de Bens Culturais, e Ricardo Gomes, Diretor Executivo da Parresia, e Daniela Gomes, Gerente de Tecnologia.

Na reunião, foram apresentadas as necessidades da Comissão de Bens Culturais para  a construção do seu site. Além disso, foram discutidos os meios pelos quais a comunicação pode ajudar a comissão a cumprir os seus objetivos.  A Comissão tem como objetivo geral promover o conhecimento, a conservação, a valorização cultural e pastoral dos bens culturais materiais e imateriais da Igreja. Dentre as suas principais estratégias destacam-se:

  • Produzir, traduzir e divulgar textos e documentos sobre o tema dos bens culturais da Igreja;
  • Orientar, em parceria com a Comissão de Comunicação, a utilização dos bens culturais da Igreja em mídias de massa, TV e Cinema;
  • Sensibilizar o episcopado brasileiro sobre a importância do cuidado com os bens culturais da Igreja, na formação dos futuros diáconos e presbíteros, como elemento integrante do exercício ministerial;
  • Estimular a organização e realização de formações acadêmicas (congressos, seminários, simpósios e cursos) que contemplem os campos teórico e prático do horizonte patrimonial;
  • Sensibilizar as pessoas, especialmente as novas gerações, para o valor dos bens culturais da Igreja;
  • Estimular e acompanhar a criação das Comissões Diocesanas e Regionais para os Bens Culturais da Igreja;
  • Mapear, inventariar e catalogar os Bens Culturais da Igreja no Brasil com o apoio das iniciativas governamentais (IPHAN) e Instituições de Ensino Superior.
  • Incentivar e favorecer as iniciativas de pesquisa no campo dos bens culturais da Igreja no Brasil;
  • Cooperar com as iniciativas governamentais de proteção ao patrimônio cultural eclesiástico.

Escreva um Comentário

Ver todos os Comentários

Seu endereço de email não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com a terceira pessoa. Campos obrigatórios marcados como * *